Follow by Email

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Davi e o seu Sucessor

Davi e o seu Sucessor
Pr. Geraldo Carneiro Filho
LIÇÃO 12 - DIA 20/12/2009
TÍTULO: “DAVI E O SEU SUCESSOR”
TEXTO ÁUREO - I Cr 22:9
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: I Cr 28:4-8
PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO
I - INTRODUÇÃO:
Devemos nos preocupar com quem vai nos substituir na obra de Deus. Porém, tenhamos paciência, pois no devido tempo, o Senhor indicará o sucessor certo. Deixemos, pois, O Todo-Poderoso fazer a escolha e determinar o eventual substituto, posto que somente Ele tem poder de transformar um homem num verdadeiro líder (At 13:1-3).
II - QUANDO DEUS ESCOLHE O SUCESSOR, A VITÓRIA É GARANTIDA:
I Cr 22:5-19 - Anos antes, o Senhor havia revelado a Davi que Salomão seria o próximo rei de Israel;
Davi transmitiu essa revelação para Bate-Seba e também para o povo - (I Rs 1:13, 17); (I Cr 28:4-10; 29:1);
No entanto, Adonias reivindicou seus direitos ao trono de Israel, encabeçando duas rebeliões: uma antes e outra depois da morte de Davi. Em ambas, contou com o apoio de Joabe (general do exército) e do sumo-sacerdote Abiatar - I Rs 1:5-7; I Rs 2:10-22;
Quando Deus escolhe o sucessor, nem “general”, nem “sumo -sacerdote” poderão arrancar a bênção daquele que for o escolhido do Senhor para a substituição. Se não, vejamos:
(A) - Adonias morreu (I Rs 2:23-24) - Não tentemos, via rebelião, assumirmos cargo de liderança;
(B) - Abiatar foi deposto (cumpriu-se a sentença de Deus proferida por Samuel) - (I Rs 2:26-27); (I Sm 2:31-35) - Não tentemos “abençoar” àqueles que buscam cargos de liderança por meio de rebelião e sem terem serem indicados por Deus!
(C) - Joabe também morreu - I Rs 2:28-35 - As pontas do altar eram lugares de refúgio para o fugitivo que procurava salvar a vida das mãos dos seus perseguidores. Porém, de acordo com a Lei, somente OS HOMICIDAS INVOLUNTÁRIOS tinham direito de buscar asilo naquele lugar sagrado - Ex 21:12-14.
Este não foi o caso de Joabe! Quando era tempo de paz, cometeu um duplo assassinato: O de Abner e o de Amasa - I Rs 2:28; II Sm 3:26-30; 20:9-10.
Mas a verdadeira razão que determinou a morte de Joabe foi o seu apoio à rebelião de Adonias - I Rs 2:22.
Joabe, o general do exército de Israel, não pode contra o Senhor dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel!
O sumo-sacerdote Abiatar não conseguiu amaldiçoar o que Deus abençoou! - (I Sm 17:45 ); (Nm 23:8, 19-20, 23; 24:9 b).
Todos estes acontecimentos foram manifestações da graça divina e da fidelidade à aliança feita com Davi e seus descendentes; Salomão era o herdeiro dessa dádiva - II Sm 4:1-17.
Com temor e tremor leiamos Is 14:24, 27 e Is 66:1-2.
III - AS APARIÇÕES DE DEUS A SALOMÃO:
(A) - PRIMEIRA APARIÇÃO - Foi em sonhos. Deus solicitou o pedido; Salomão pediu um coração compreensivo - I Rs 3:5, 9.
(A.1) - A resposta de Deus foi aprovadora: Concedeu discernimento e acrescentou bênçãos adicionais.
(A.2) - Entretanto, uma condição foi apresentada junto com as bênçãos: “Se andares… e guardares… - I Rs 3:10-14.
(B) - SEGUNDA APARIÇÃO - Veio após a dedicação do Templo - I Rs 9:1 - A bênção do Senhor permaneceu e é prometida como resultado da obediência e do culto fiel - I Rs 9:3-5;
(B.1) - Porém, ainda desta vez, a mensagem do Todo-Poderoso compõe-se de advertências de juízo sobre o povo e o templo: “se não seguissem a Deus de todo coração” - I Rs 9:6-9;
(C) - TERCEIRA APARIÇÃO - Veio como um julgamento por seus pecados. O reino seria dividido e tirado do controle da dinastia de Davi - I Rs 11:11-13;
(C.1) - ponto principal nesta terceira aparição constitui-se de divisão e perda. A partir de então, o império salomônico começou a desaparecer - I Rs 11:14-42.
IV - SABEDORIA VERSUS IDOLATRIA:
Salomão foi sucessor de Davi no trono de Israel com a idade de 20 anos, deixando enorme legado, fruto da sabedoria doada por Deus:
(A) - Construiu a casa do Senhor - I Rs 3:1;
(B) - Amou a Deus, andando como Davi, seu pai - I Rs 3:3;
(C) - Ofereceu muitos sacrifícios ao Senhor - I Rs 3:4;
(D) - Foi humilde em sua petição, pedindo um coração compreensivo - I Rs 3:9;
(E) - Sua sabedoria foi a maior de todas, com grande discernimento judicial - I Rs 3:12, 16-28;
(F) - Sua riqueza foi incontável - I Rs 3:13;
(G) - Foi profundamente grato - I Rs 3:25;
(H) - Organizou o reino - I Rs 4:7-19;
(I) - Estabeleceu grande força armada - I Rs 4:24-28;
(J) - Foi superior aos sábios - I Rs 4:29-31;
(K) - Proferiu provérbios e discursos - I Rs 4:32-34;
(L) - Desenvolveu grandes projetos de construções, destacando-se o Templo e a Casa da Floresta do Líbano (palácio de Salomão), que demoraram 23 anos para serem edificados - I Rs caps. 5 e 6;
(M) - Orou, dedicando o templo ao Senhor - I Rs 8:22-53;
NO ENTANTO, ALGO LEVOU SALOMÃO A SE TORNAR IDÓLATRA, ATRAINDO O JUÍZO DE DEUS PARA SUA CASA:
(A) - A insensatez de Salomão vista em sua vida luxuosa - I Rs 4:22-23; 10:21-23 - Embora os líderes de Deus não devam ser ascetas, nem por isso devemos nos entregar aos excessos do luxo - I Tm 6:10.
(B) - Seu casamento com mulheres pagãs estrangeiras e sua excessiva sensualidade - I Rs 11:1-3; Ne 13:23, 26 - Tenhamos cuidado! Satanás ataca os líderes em três pontos principais: sexo, dinheiro e poder.
(C) - Sua opressão ao povo - I Rs 12:4 - A fim de manter sua magnificente corte, Salomão taxou pesadamente o povo. Isto foi um fator de insatisfação, em face das dificuldades financeiras que o povo comum precisava enfrentar - Tg 5:4.
(D) - Sua sanção à idolatria - I Rs 11:4-8 - Talvez esse seja o aspecto mais trágico e incompreensível do desvio de Salomão. Um homem que teve o privilégio de receber visitações divinas terminou a vida como fomentador das práticas idólatras.
Desta forma, O CONSTRUTOR DO TEMPLO DO SENHOR TERMINOU SENDO CONSTRUTOR DE TEMPLOS PAGÃOS, DEDICADOS A VÁRIOS DEUSES!
(1) - ASTAROTE (plural de Astarte) - Deusa dos sidônios (Jz 2:13; 10:6; I Sm 7:3). - O culto a essa falsa deusa do amor incluía sacrifícios de animais, prostituição (masculina e feminina), práticas homoafetivas como parte do culto e sacrifícios humanos.
(2) - MOLOQUE - Também conhecido como MILCOM; MALCAN; e MOLEQUE - Uma divindade dos amonitas adorada com sacrifícios humanos - Lv 18:21; I Rs 11:5, 33; II Rs 23:10; Jr 32:35; Am 5:26; At 7:43 - Este deus exigia sacrifício de crianças;
(3) - CAMOS ou QUEMOS - Nome ou título do deus dos moabitas (Nm 21:29; Jr 48:46); era adorado por meio do sacrifício de crianças (II Rs 3:27); foi destruído por Josias (II Rs 23:13-14).
MOLOQUE e QUEMOS eram os deuses de Amom e Moabe, cujas nações foram formadas com os descendentes de Ló, que cometeu incesto com as suas duas filhas;
Vários autores sagrados aludem que, atualmente, esses deuses estão ligados ao lar, separando casais, matando crianças e levando à prática de incesto.
Diante de tais considerações, extraiamos algumas lições para nossa meditação:
(1) - SALOMÃO FOI SÁBIO, MAS NÃO PERMANECEU FIEL A DEUS - I Rs 3:5-14 - Por ser humilde e não pensar primeiramente em si mesmo, Deus não só atendeu o pedido de Salomão, mas deu-lhe também riquezas, fama e notoriedade - I Rs 4:34.
(1.1) - O que se esperaria de alguém com todas estas bênçãos?: NO MÍNIMO, FIDELIDADE.
(1.2) - Mas a verdade é que as pessoas se envolvem em laços; e, nem sempre ser sábio nos isenta de cairmos neles, pois a sabedoria deve ser prática e não teórica. Salomão não ouviu a voz da sabedoria; antes, deixou-se levar pela idolatria - I Rs 3:5-8
(2) - SALOMÃO FOI SÁBIO, MAS NÃO SE LIVROU DOS PERIGOS COM ENVOLVIMENTOS ERRADOS:
(2.1) - Deixou-se envolver pela fama da sua sabedoria e competência, esquecendo-se que tudo o que possuía vinha de Deus - I Rs 10:1, 7-9 ;
(2.2) - Deixou-se envolver pelos prazeres que o levaram à adoração dos deuses estranhos - I Rs 11:4;
(2.3) - Deixou-se envolver por interesses políticos, a fim de fazer negócios e agradar às suas mulheres estrangeiras - I Rs 11:1-2 comparar com Pv 2:16-19;
(2.4) - Deixou-se envolver por si mesmo, achando que depois de tudo o que havia conquistado, não precisaria mais de Deus; era autosuficiente - I Rs 11:6 comparar com Pv 3:5-8.
(3) - SALOMÃO FOI SÁBIO, MAS NÃO SE AFASTOU DA IDOLATRIA - A idolatria cega o entendimento e geralmente é conseqüência das seguintes atitudes:
(3.1) - Esquecer que Deus nos ama - Salomão se esqueceu do amor de Deus e isto o afastou do Senhor - II Sm 12:24-25;
(3.2) - Esquecer de quem somos e o que Deus fez por nós - I Rs 3:6-10.
V - CONSIDERAÇÕES FINAIS:
Nm 27:12-23 - Ao saber que sua morte estava próxima, Moisés se preocupou com quem haveria de sucedê-lo e orou ao Senhor para que lhe indicasse seu substituto. Meditemos em alguns pontos:
(1) - Moisés pensou e se preocupou com o seu sucessor (o que muitos líderes hoje não fazem);
(2) - Moisés não cogitou nomes para a sucessão: um amigo, um parente, sua esposa ou até mesmo um de seus filhos;
(3) - Tampouco Moisés mencionou o nome de Josué, que tantas provas demonstrou de sua liderança e capacidade;
(4) - Moisés simplesmente orou ao Senhor e deixou que Ele tomasse esta iniciativa.
Que todos nós aprendamos esta bela lição e, acima de tudo, ponhamo-la em prática nas nossas vidas ministerial e de liderança, para glória de Deus! Amém.
FONTES DE CONSULTA:
Lições Bíblicas CPAD - 2º Trimestre de 1996 - Comentarista: Valdir Bícego
Mil Esboços Bíblicos - Editora Evangélica Esperança - Georg Brinke
A Bíblia Vida Nova - Edições Vida Nova
70 Esboços de A a Z - Editora Pró Logos - Caio Fábio
Enciclopédia de Bíblia, Teologia e Filosofia - Editora e Distribuidora Candeia - R. N. Champlin e J. M. Bentes
Publicado no blog Escola Bíblica Dominical para Todos

Nenhum comentário:

Postar um comentário